segunda-feira, 14 de maio de 2012

Os países e as bandeiras















Joana Fernandes, nº 17, 7º 2ª

União Europeia


Sede da União Europeia em Frankfurt (Alemanha)


Bandeira Da União Europeia


Bandeiras dos Países da União Europeia


Diogo Sá, nº 10, 7º 2ª


Dia da Europa

Afonso Rocha, nº18, 7º 2ª

Dia da Europa



''O dia europa deve ser um dia onde se celebra a união entre os TODOS povos europeus e onde se mostra união entre os mesmos, por isso nesse dia vamos deixar de parte todos os preconceitos e abraçar todas as culturas diferentes''

Mariana Charuto, nº 24, 7º2ª

União Europeia: Países e Candidatos (em 2004)


Patrícia Correia, nº 25, 7º 2ª

Dia da Europa - 9 de Maio


Beatriz Pinto, nº 6, 7º 2ª

Jogo da União Europeia

À descoberta da Europa


Jeenal Mangi, nº 13, 9º6ª

Dia da Europa - 9 de Maio

No dia 9 de Maio de 1950, Robert Schuman apresentou uma proposta de criação de uma Europa organizada, requisito indispensável para a manutenção de relações pacíficas.

Esta proposta, conhecida como "Declaração Schuman", é considerada o começo da criação do que é hoje a União Europeia.

Atualmente o dia 9 de Maio tornou-se um símbolo europeu (Dia da Europa) que, juntamente com a
bandeira, o hino, a divisa e a moeda única (o euro), identifica a identidade política da União Europeia. O Dia da Europa constitui uma oportunidade para desenvolver atividades e festejos que aproximam a Europa dos seus cidadãos e os povos da União entre si.


Teresa Lança, nº 26, 9º6ª

A União Eurpeia - Países e Candidatos


Estados-Membros da UE (ano de adesão)

Áustria (1995)

Bélgica (1952)

Bulgária (2007)

Chipre (2004)


Dinamarca (1973)

Estónia (2004)

Finlândia (1995)

França (1952)

Alemanha (1952)

Grécia (1981)

Hungria (2004)

Irlanda (1973)

Itália (1952)

Letónia (2004)

Lituânia (2004)

Luxemburgo (1952)

Malta (2004)


Polónia (2004)

Portugal (1986)

Roménia (2007)

Eslováquia (2004)

Eslovénia (2004)

Espanha (1986)

Suécia (1995)

Reino Unido (1973)


Países candidatos




Montenegro


Turquia

Patricia Rodrigues, nº 20, 9º6ª

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Os Países da União Europeia e os seus Candidatos


Legenda:

Amarelo: os Países da União Europeia
Azul: os Países Candidatos
Cinzento: outros Países da Europa

Afonso Lamy, nº1, 9º6ª

Cronologia da União Europeia

http://www.eurocid.pt/pls/wsd/wsdwcot0.detalhe?p_cot_id=6263&p_est_id=13045

José Rafael, nº16, 9º6ª

História da União Europeia

1945-1949
A União Europeia foi criada com o objetivo de pôr termo às frequentes guerras sangrentas entre países vizinhos, que culminaram na Segunda Guerra Mundial. Os seis países fundadores são a Alemanha, a Bélgica, a França, a Itália, o Luxemburgo e os Países Baixos. Os anos 50 são dominados pela guerra fria entre o bloco de Leste e o Ocidente. Em 1956, o movimento de protesto contra o regime comunista na Hungria é reprimido pelos tanques soviéticos.

1960-1969
Trata-se de um bom período para a economia, favorecida pelo facto de os países da União Europeia terem deixado de cobrar direitos aduaneiros sobre as trocas comerciais realizadas entre si. Além disso, decidem também implantar um controlo conjunto da produção alimentar, de forma a assegurar alimentos suficientes para todos. Muito rapidamente, começaram a registar-se excedentes de determinados produtos agrícolas.

1970 – 1979
No âmbito da política regional da União Europeia, começam a ser atribuídas elevadas verbas para fomentar a criação de empregos e de infraestruturas nas regiões mais pobres. O Parlamento Europeu aumenta a sua influência na UE e, em 1979, os cidadãos passam, pela primeira vez, a poder eleger diretamente os seus deputados.

1980 – 1989
Em 1986, é assinado o Ato Único Europeu, um Tratado que prevê um vasto programa para seis anos destinado a eliminar os entraves que se opõem ao livre fluxo de comércio na UE, criando assim o “Mercado Único”. Com a queda do Muro de Berlim em 9 de Novembro de 1989, dá-se uma grande convulsão política: a fronteira entre a Alemanha de Leste e a Alemanha Ocidental é aberta pela primeira vez em 28 anos e as duas Alemanhas em breve se reunificarão, formando um único país.

1990 – 1999
Em 1995, a União Europeia passa a incluir três novos Estados-Membros, a Áustria, a Finlândia e a Suécia. Uma pequena localidade luxemburguesa dá o seu nome aos acordos de “Schengen”, que gradualmente permitirão às pessoas viajar sem que os seus passaportes sejam objeto de controlo nas fronteiras.

2000 – 2009
O Tratado de Lisboa é ratificado por todos os países da UE antes de entrar em vigor a 1 de dezembro de 2009, proporcionando à UE instituições modernas e métodos de trabalho mais eficientes.

A partir de 2010
A nova década tem início com uma grave crise económica, mas também com a esperança de que os investimentos nas novas tecnologias verdes e amigas do ambiente e a cooperação europeia mais estreita tragam crescimento e bem-estar duradouros.

Sara Nunes, nº 24, 9º6ª

quarta-feira, 9 de maio de 2012

História da bandeira da União Europeia


Esta é a bandeira da Europa, símbolo não só da União Europeia, mas também da unidade e da identidade da Europa em sentido mais extenso. O círculo de estrelas douradas representa a solidariedade e a harmonia entre os povos da Europa.
 As estrelas são doze porque tradicionalmente este número constitui um símbolo de perfeição, grandeza e unidade. Assim, a bandeira mantém-se inalterada, independentemente dos alargamentos da UE.
 
 
 História da bandeira
A história da bandeira começa em 1955. Nessa altura, a União Europeia existia apenas sob a forma da Comunidade Europeia do Carvão e do Aço, com seis Estados-Membros. No entanto, alguns anos antes tinha sido criado um outro organismo - o Conselho da Europa - que reunia um número superior de membros e cuja função consistia em defender os direitos do Homem e promover a cultura europeia.
O Conselho da Europa procurava um símbolo que o representasse. Após alguma discussão, foi adoptado o presente emblema - um círculo de doze estrelas douradas sobre fundo azul. Nalgumas culturas, o doze é um número simbólico que representa a totalidade, sendo também, evidentemente, o número dos meses do ano e o número de horas representadas num quadrante de relógio. O círculo constitui, entre outras coisas, um símbolo de unidade.
O Conselho da Europa convidou seguidamente as outras instituições europeias a adoptarem a mesma bandeira e, em 1983, o Parlamento Europeu seguiu o seu exemplo. Por último, em 1985, os Chefes de Estado e de Governo da UE adoptaram esta bandeira como emblema da União Europeia - que nessa altura era designada por Comunidades Europeias.

Tamara Luís, nº 25, 9º6ª

Simbolos da União Europeia

Madalena Pato, nº 17, 9º6ª

terça-feira, 8 de maio de 2012

Dia da Europa - 9 de Maio



Quando, em 9 de maio de 1950, propôs à República Federal da Alemanha e aos outros países europeus que quisessem associar-se à criação de uma comunidade de interesses pacíficos, Robert Schuman realizou um ato histórico. Ao estender a mão aos adversários da véspera, não só apagava os rancores da guerra e o peso do  passado como desencadeava um processo totalmente novo na ordem das relações internacionais, ao propor a velhas nações, pelo exercício conjunto das suas próprias soberanias, a recuperação da influência que cada uma delas se revelava impotente para exercer sozinha.

Luís King, nº 21, 7º 2ª