domingo, 27 de março de 2011

Como o sismo moveu o Japão

«Segundo os especialistas é normal que sismos desta magnitude originem deslocamento do território. Devido a este movimento, as fontes de informação que ligam dados a coordenadas GPS terão de ser alteradas. Dados da rede GPS Geonet, operada pelo Geographical Survey Institute (GSI) do Japão, sugerem um grande deslocamento da costa. A costa japonesa poderá ter sido movida cerca de 4 metros para este, devido ao sismo de 8.9 que ocorreu na passada sexta-feira. O sismo também poderá ter deslocado a Terra sobre o seu eixo em cerca de 16.5 cm. Esta alteração fez com o planeta gire mais rápido, encurtando a duração do dia em cerca de 1.8 milionésimos de segundo. Roger Musson, da British Geological Survey (BGS), referiu que este tipo de movimento é comum a sismos desta magnitude. “A placa do Pacífico moveu-se um máximo de 20 metros para Oeste. (…) Não significa que o país tenha sido todo deslocado por este valor.” Brian Baptie, também da BGS, explicou que o sismo ocorreu numa zona de subducção. Estas zonas correspondem a áreas de convergência de placas tectónicas, onde uma das placas desliza para debaixo da outra. Neste caso, a placa tectónica do Pacífico moveu-se para Oeste, para debaixo do Japão. Ken Hudnut, geofísico do US Geological Survey (USGS) em Pasadena, na Califórnia, referiu que as fontes de informação que ligam leituras de GPS a mapas, tal como direcções de condução e registos de propriedade terão de ser alteradas devido a este deslocamento. “A rede nacional para a definição de limites de propriedade foi deformada. Também para os barcos, as cartas náuticas precisarão de revisão devido à mudança de profundidades da água.”»


Fonte: www.bbc.co.uk

Sem comentários:

Enviar um comentário